Sejam bem vindos ao nosso novo modelo de Blog! Como havia dito antes blog não é imprensa é um diário pessoal, portanto, entrem e fiquem a vontade para folhear o meu diário, onde registro minha ótica sobre tudo o que acontece ao meu redor, é um prazer tê-los aqui. Espero que gostem da nova aparência do Blog do Diego Sousa!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Degradação Ambiental


Presenciei uma cena curiosa quando voltava do Jardim das Garças ontem a noite, duas criança pescavam tranquilamente no igarapé Santa Izabel no Bairro da Aratanha, bem, além do fato de o igarapé ser poluído e as crianças estarem pescando não por diversão, mas por pura necessidade de levar o peixe que talvez fosse seu jantar pra casa, apareceu no meio da pescaria uma jibóia de mais ou menos um metro e meio, e claro a primeira reação dos meninos foi de tentar mata-lá, felizmente estava lá e impedi que eles o fizesse, argumentei que o animal estava em sua casa, seu habitát, perguntei a eles se gostariam de ser encomodados por alguém se estivessem quietos em suas casas, e consegui convencê-los a deixarem a cobra voltar pra água. É importante pensarmos porque que isso ocorre, eu tenho a resposta:
Não bastasse a cidade avançar sobre o igarapé, a Semma ( Secretaria Municipal de Meio Ambiente), mandou fazer o que eles denominaram de limpeza no igarapé, que consiste na verdade em capinar toda sua margem e fazer a retirada de árvores de médio porte dali, vejam só, uma secretaria que deveria proteger é a primeira a degradar, isso sem falar que naquele mesmo local à 2 anos atrás um grupo de pessoas derrubou 6 Buritizeiros que tinham mais de cem anos, e a dona Semma mesmo sabendo da ação só chegou depois que as árvores já estavam no chão, como sempre nada fez, foram só constatar o fato.
Penso que daqui a pouco não serão só os igarapés de dentro de nossa cidade que sofrerão com a ação desenfreada do crescimento urbano, a falta de concientização da população e o total descaso do poder público, farão com que em breve alguns digam: ''poxa o rio caraparu era tão lindo e agora nem dá pra tomar banho nele, e outros irão dizer é só mais um rio velho cheio de sujeira, precisamos  aterrar-ló e construir alguma coisa de proveito''.
O meio ambiente em nossa cidade pede socorro, e demonstra que ainda há seres vivos dispostos a lutarem pela sobrevivência.

3 comentários:

Angela disse...

Amigo blogueiro no meu pouco conhecimento sobre a situação ambiental izabelense, sua preocupação é a preocupação de muitos biólogos que conheceram o rio caraparu e os rios que cortam nosso município, estamos hoje visualizando um processo de degradação que a muito foi noticiado por vários professores em épocas passadas, hoje o caraparu já é um rio que não pode ser usado para banho a quantidade de plantas aquáticas na região é absurda, sinal que o esgoto da fabrica de sabão e dos dejetos lançados no rio já fizeram seu trabalho de poluição, o rio feijoal, na comunidade feijoal já não produz peixes de qualidade, a própria comunidade reclama da quantidade de verminose encontarada nos peixes, culpa em grande parte da poluição pelo chorume do lixão de nossa cidade que fica nas proximidades de uma bacia hidrica, na cidade não é diferente a dona Cida, dona do Estrela materias de contrução está fazendo uma obra em seu terreno e assoreando cada vez mais o rio que corta a nossa cidade, inclusive está localizado em frente a minha residencia, se não contolarmos quem tem dinheiro não teremos mais ambiente pra preservar... Prof Angela Braga

Serginho disse...

Não vou a nossa terra natal desde outubro do ano passado, quando ai estive fui tomar banho no Apeí e percebi o desmatamento absurdo que estão fazendo na margem. Agora ao ver essa matéria sobre o rio Caraparú e o comentário da bióloga Angela fico mais preocupado. Aqui em Uberlândia graças a Deus o sentimento de preservação é latente nos moradores, belos igarapés e cachoeiras servem de lazer a todos e são muito bem explorados turísticamente e com preservação garantida. Espero quando ir ai no meio do ano poder matar a saudade do igarapé Apeí. Abraços.

26/ REGIÃO, MEGA I disse...

Tenho um filho de sete meses,e sinceramente temo que até que ele cresça Santa Izabel não seja mais conhecida como A cidade de Belos Igarapés,mais não da pra ficar apenas no discurso algo precisa ser feito!!!!!!!

Postar um comentário